Caribe – Santa Lúcia | Montanhas, praias e muito chocolate dão o tom de viagem

A exuberante ilha caribenha de Santa Lúcia há muito está associada a luxo, graças aos seus hotéis exclusivos e hóspedes célebres, de Oprah Winfrey a Justin Bieber. Mas a ilha sempre teve um lado simples, e mesmo os hotéis de luxo oferecem quartos abertos (mas com abundância de mosquiteiros). Na dramática região dos montes Pitons no extremo sul da ilha, perto da cidade de Soufrière, algumas propriedades históricas estão levando o conceito do pé no chão mais longe – combinando turismo com agricultura, ou abrindo um spa no meio da selva – e os restaurantes oferecem cardápios direto da plantação para a mesa. Tudo isso está a um fácil alcance das abundantes atrações naturais de Santa Lúcia, que incluem termas, florestas tropicais, montanhas e, é claro, o mar. Acompanhe um passeio de 36 horas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sexta-feira

15h – Imersão completa
Mergulhe no Caribe na pitoresca Sugar Beach, na Anse des Pitons na costa sudoeste, entre os dois montes Pitons. Ambas as montanhas – Gros Piton e a mais íngreme Petit Piton – juntamente com os mais de 2.900 hectares de terra e mar que as cercam, são um Patrimônio da Humanidade da Unesco. Os banhistas podem chegar à praia pública tomando a estrada até o resort Jalousie Plantation (758-456-8000; jalousieplantation.com). Estacione ou peça ao táxi para deixar você no portão de entrada na Jalousie Drive, e desça a encosta até o mar (os passes diários opcionais por US$ 50 que são vendidos no resort incluem transporte para a praia e um crédito de US$ 25 no bar e restaurante na praia). Uma barraca à beira-mar aluga equipamento de mergulho para não hóspedes por US$ 10. Procure pelo sinuoso peixe-trombeta no extremo norte da enseada, abaixo de Petit Piton.

16h30 – Terapia natural
Bambu pode estar mais associado à Ásia, mas os santa-lucenses o transformaram em sua planta nacional devido ao seu uso em tudo, de construção a instrumentos musicais. Relaxe seus músculos com varas de bambu usadas ao estilo rolo de massa (US$ 150 por 50 minutos) no novo Rainforest Spa do Jalousie Plantation. Aberto aos visitantes tanto quanto para os hóspedes, seus sete bangalôs de massagem com telhados de palha se apoiam em palafitas na floresta, onde a riacho natural fornece uma trilha sonora de água corrente durante os tratamentos. Depois, transpire na sauna a vapor “temazcal”, construída nas ruínas de um aqueduto do século 18, usado pelo moinho de açúcar da plantação original.

19h30 – Jantar e rum
Permanece para desfrutar o início de noite no Jalousie Plantation – que é quase como uma pequena cidade de luxo – e peça uma dose do Admiral Rodney Extra Old Saint Lucia Rum de 12 anos (US$ 16) no novo Cane Bar, um dos poucos bares elegantes neste trecho da ilha. Examine o perímetro da sala e você encontrará um autorretrato de John Lennon, uma gravura de Matisse e uma série de fotos de moda, tudo da coleção de Roger Myers, o proprietário do Jalousie e um ex-contador dos Rolling Stones. Então junte-se a outros hóspedes – a maioria casais em roupas vistosas de resort – e jante no vizinho Great Room, onde Cupertino Ortiz prepara pratos caribenhos inovadores, como polvo com melancia (US$ 14) e cavala em caldo de tomate e pimenta (US$ 29).

Sábado

10h – Faça você mesmo seu chocolate
A plantação de cacau em Santa Lúcia recebeu recentemente um impulso quando a fabricante de chocolate britânica Hotel Chocolat (800-757-7132; thehotelchocolat.com) abriu um hotel e restaurante com seis quartos em sua fazenda produtora de cacau Rabot Estate, com 56 hectares, nas terras altas atrás de Petit Piton. Uma fábrica de chocolate está planejada para o ano que vem na propriedade, mas enquanto isso, pode-se visitar a fazenda (US$ 65), que começa na plantação de cacau e termina com uma sessão, conduzida por um chef, de moagem e adocicamento à mão dos grãos torrados. Cada hóspede sai com uma barra de chocolate, um suvenir tentador demais para resistir até chegar em casa.

12h30 – Mesa na fazenda
Quase tudo no prato do restaurante Jardin Cacao, na Fond Doux Holiday Plantation (758-459-7545; fonddouxestate.com), perto de Gros Piton, é cultivado na própria fazenda de 54 hectares. Nos últimos dez anos, os proprietários, Lyton e Eroline Lamontagne, gradualmente expandiram a propriedade, acrescentando dez chalés para hóspedes e dois restaurantes para ajudar a sustentar a fazenda. O cardápio pode oferecer sopa de abóbora (13 dólares do Caribe do Leste, ou US$ 4,95) e caranho com erva cidreira, cenouras sazonais e christophene, uma abobrinha da ilha (51 dólares do Caribe do Leste). Apesar dos preços costumarem ser cotados em dólares americanos, eles às vezes são cotados tanto em dólares do Caribe do Leste quanto em dólares americanos. Visite a propriedade exuberante para provar goiaba colhida direto do pé ou testemunhar uma operação de secagem de cacau, antes dos grãos serem enviados para a Hershey’s.

14h30 – Arte e artesanato
Camisetas e bugigangas dominam as poucas lojas em Soufrière, mas se você estiver à procura de mais do que rum e molho de pimenta, siga para o discreto Hummingbird Beach Resort (758-459-7985; istlucia.co.uk), no extremo norte da praia da cidade. A Batik Gallery aqui exibe as obras da proprietária, Joan (Joyce) Alexander-Stowe, e de seu filho, David Simmonds, que desenha e imprime motivos de flora e fauna tropicais em coloridas toalhas de mesa de algodão, papéis de presente e decorações de parede. Os preços variam de cerca de US$ 30 por uma echarpe a US$ 500 ou mais por uma decoração de parede. A galeria também está repleta de entalhes de madeira animados, mas você terá que persuadir Joan a abrir mão de uma peça de sua prezada coleção.

15h30 – Caminhada pelo jardim
Pare e sinta a fragrância das flores de gengibre no Jardim Botânico Diamond Falls (758-459-7155; diamondstlucia.com; ingresso, 12,50 dólares do Caribe do Leste, ou US$ 5), a poucos minutos de carro a oeste do cais de Soufrière. Antes parte de uma ampla fazenda do século 18 concedida pelo rei Luís 14 e dedicada ao plantio de cacau, coco e frutas cítricas, o jardim de 2,5 hectares agora é dedicado a plantas ornamentais como helicônias, antúrios e buganvílias.

16h30 – Banho de lama
Todo mundo, dos turistas de navios de cruzeiros aos candidatos do programa “The Bachelor” vão ao Sulphur Springs Park (758-459-5726; soufrierefoundation.org; ingresso, 12,50 dólares do Caribe do Leste, ou US$ 5), entre cinco a dez minutos de carro ao sul de Soufrière, para banharem-se na lama rica em minerais e nas águas quentes na caldeira de um vulcão dormente. Para maior tranquilidade, vá depois das 16h, quando grande parte das pessoas já foi embora (as termas fecham oficialmente às 17h, mas o público não é retirado, de modo que você contará com a companhia de moradores locais). A lama quente e o vapor ficam atrás de uma cerca no alto do morro ao lado da área de banho. Passe uma quantidade generosa de lama que se acumula atrás da uma piscina represada e deixa-a secar antes de lavá-la. Guarde o biquíni branco para a praia; a experiência é boa para a pele, mas tende a manchar roupas claras.

19h – Mesa no topo
A reputação do bar e restaurante no Ladera Resort (758-459-6600; ladera.com) poderia se apoiar apenas na localização, a mais de 330 metros acima da costa, emoldurando vistas de Petit Piton. Mas seu chef, Orlando Satchell, é o pioneiro do bairro do movimento direto da fazenda para a mesa, com mais de 12 anos comprando seus ingredientes localmente. Inicie a noite ao por do sol no T’Cholit Bar ao ar livre, com um Ti Punch de rum e limão (US$ 10), acompanhado por petiscos como chips de coco condimentados e christophene em conserva. Após escurecer, pegue uma mesa no terraço do salão de jantar do Dasheene Restaurant, um andar acima, para provar pratos de inspiração local como camarão grelhado marinado com pimenta (US$ 39) e costela de cordeiro temperada com cacau em molho de coco (US$ 40).

Domingo

7h – No cume ao nascer do sol
Após dias olhando para eles, é hora de escalar um Piton. Evite o calor subindo logo cedo o Gros Piton, uma caminhada de ida e volta de aproximadamente três a quatro horas, até o cume a 798 metros, com vistas panorâmicas do Atlântico e do Caribe. Os guias no início da trilha em Fond Gens Libre, uma comunidade na encosta sul da montanha, ficam à frente no caminho árduo por trechos rochosos e escorregadios, frequentemente usando raízes de árvores como degraus (758-286-0382; US$ 30 por pessoa). Para aqueles que não têm pernas para isso, a próxima Tet Paul Nature Trail (758-720-1779; soufrierefoundation.org; 12,50 dólares do Caribe do Leste, ou US$ 5) segue por uma subida mais suave entre as duas Pitons.

12h – Praia escondida
Após fazer por merecer sua indolência, passe a tarde no Ti Kaye Village Resort and Spa, a cerca de 40 minutos de carro ao norte de Gros Piton, ao longo da costa leste (758-456-8101; tikaye.com). Ele fica em frente à Anse Cochon, uma das melhores baías para mergulhos para ver os esquivos cavalos marinhos. O resort vende passes diários para não hóspedes (US$ 110), que incluem equipamento de mergulho, uso de caiaque, almoço e uma massagem de uma hora em chalés de tratamento na encosta (mergulhadores com scuba podem mergulhar na costa por US$ 35 adicionais). As vistas do oceano são plenas em qualquer local onde você se recline, seja na cadeira de praia ou na mesa de massagem do spa.

O básico

Balenbouche Estate (758-455-1244; balenbouche.com) aluga quatro chalés em uma fazenda histórica que cultiva seus próprios frutos; a partir de US$ 110.

Fond Doux Holiday Plantation (758-459-7545; fonddouxestate.com) complementa a renda de sua plantação de hortifrutis orgânicos recebendo hóspedes em seus chalés creoles, alguns restaurados e transferidos para dentro da propriedade; diárias a partir de US$ 150.

Após uma reforma de US$ 100 milhões, o Jalousie Plantation (758-456-8000;jalousieplantation.com), com 53 quartos, abriu recentemente 42 bangalôs na encosta com piscinas; diárias a partir de US$ 340.

Por: Elaine Glusac
New York Times Syndicate

Créditos: Uol Viagens

Tradução: George El Khouri Andolfato)

Anúncios

Sobre sembagagem

Brasileiro, paulista, aventureiro e cidadão do mundo! Viajar não é só uma paixão, é um estilo de vida!!!
Esse post foi publicado em Caribe, Noticias e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s